03 março 2007

Enamoramento ou Amor ?!?!

Em consequência de mais um serão na companhia do meu Malatinho ( Um Contra Todos), pus-me a pensar sobre um "duelo" do nosso dia-a-dia.
Este colocou uma questão extra-concurso muito pertinente a uma concorrente. " Gosta mais da fase do enamoramento ou da fase do amor?"

As respostas entre eles foram diferentes.
O "apresentadeiro" (como ele gosta de se auto-denominar) preferia a fase do amor, quando as coisas ficam mais calmas e sólidas, uma vez que diz não ter paciência para, por exemplo, sms's lamechas nem para nada característico da fase do enamoramento.
Já a concorrente prefere a fase do flirt porque não é tão monótona.

Foi o bastante para começar um debate na minha cabeça.
Afinal o que é que eu prefiro?!?!

Ninguém consegue fugir á fase do enamoramento, e também acho que não teria qualquer graça se fosse possível fugir.

É claro que é preciso ter-se peso conta e medida, porque também não tenho pachorra nem imaginação para lamechices a mais. Mas sabe sempre bem ouvir ou ler algo que nos arranque um sorriso malandro e/ou apaixonado.
No entanto, quem é que não gosta de alguma estabilidade?!?

O meu resultado final:

É preciso sim a fase do enamoramento para se conquistar aos poucos a outra pessoa primeiramente a um nível mais superficial, pois só assim se consegue conhecer melhor a outra pessoa e perceber se se chegará a uma fase mais estável.

Tendo em conta a minha forma de ser e respeitando todas as etapas, prefiro uma fase mais segura (que não vou chamar amor porque ainda sou muito nova para usar esta palavra) mas com muitos momentos de enamoramento pelo meio.
Temos que aproveitar a nossa imaginação e o que as novas tecnologias nos proporcionam, porque umas sms's de vez enquando não fazem mal a ninguém, muito pelo contrário.

O segredo é mesmo não se deixar que a relação caia na tão famosa monotonia. Sou adepta do pensamento que podemos sempre mudar e melhorar alguma coisa. Basta querer!
Quando não se conseguir, o melhor será mesmo parar para pensar, porque também não vale a pena insistir em algo que não leva a lado nenhum.

Mas enquanto houver algo para conquistar e descobrir, a "luta" deve continuar!
Vale sempre a pena !

4 comentários:

Miguel disse...

Tentei resistir, mas não consegui.
È muito bom perceber que mesmo com o tempo a passar a tua persolnalidade continua igual.Esses teus recentes 19 aninhos são capazes de meter inveja a muita gente. É raro o dia que não me questione como foi possivel ter-te deixado fugir. Se fosse hoje aquele projecto ficaria mesmo para outra altura porque foi ele um dos factores que fez com que te perdesse.
Mas como dizes no teu post, não deixarei de lutar. Lutarei, mas sempre respeitando as tuas escolhas como sempre fiz.
Estarei sempre por perto !

marta disse...

Uaauuu!
Vinha comentar, mas fiquei comovida com tão bela declaração.

Não tenhas medo da monotononia.
É um bicho de sete cabeças inventado, tal como as histórias das bruxas e dos duendes.
Enquanto houver amor, não há monotonia.

Podes crer! Quando não se consegue dar volta a isso, é porque já não há amor.
Não é a monotonia que mata o amor. A falta de amor é que provoca a monotonia.
beijinhos

Clara disse...

Se vale a pena tem memso de se lutar !
Não fiques só pelas palavras que tu usas para ajudar e consolar os outros. Também tens vida e todo o direito e dever de lutar. Aplica os teus conselhos contig. mereces ! Bjo

Carlos disse...

Hummmmm

Prefiro sofrer por amor é smp mt mais divertido mas ter o jantar e o almoco feito para alem de sexo a borla apenas em troca de Amo-te... Acho que consigo viver com isso :P