17 agosto 2008

Festival dos Oceanos : The End

Aproveitei mais uma insónia, para partilhar convosco, a estas horas tardias, o(s) último(s) dia(s) do Festival dos Oceanos. Que é como quem diz, os espectáculos L’Utopie.

Ontem foi dia de ir com o pessoal de casa. Estava relativamente pouca gente. Tivémos lugar privilegiado para ver o espectáculo na perfeição. Foi mesmo um espectáculo. Muito bem pensado. Não faltou som, movimento, dança, cor e até gargalhadas. Original e surpreendente serão os melhores adjectivos para classificar L’Útopie.
Apesar do lugar privilegiado, estava relativamente afastada do “palco”, o que, em simultâneo com a falta de iluminação, não permitiu grandes fotografias.





Hoje voltei ao mesmo local, quer dizer, mais ou menos, ao mesmo local. Estava muito mais gente e há hora que cheguei, já não foi possível arranjar lugares privilegiados.
Sorte a minha ter ido no dia anterior. Apesar de não ter visto quase nada, fui capaz de descrever o espectáculo a quem me acompanhou, porque a deixei ficar atrás de uma pessoa com menos de 1,90m, sorte que não tive.
Fotografias?
Enquanto não começava o espectáculo, a minha atenção ao que me rodeia, fez-me olhar para o céu e perceber que estava a acontecer um Eclipse da Lua. Aquela gente toda , muita dela nem se apercebeu do que se estava a passar, não foi suficiente para intimidar este fenómeno.
Sim, em Lisboa também foi possível ver, ao vivo, em tempo real, o Eclipse Lunar (private joke)

No final, fomos todos contemplados com Fogo de Artificio a lembrar tempos idos, com direito ao hino oficial da Expo 98.





Agora vou tentar dormir...

2 comentários:

Ly disse...

As insonias foram por causa das coincidencias ou foi por causa da minha conversa? hihi

João disse...

Por acaso não se esqueceu de convidar ninguém?