16 dezembro 2007

Há muito, muito tempo

1 comentário:

Abominavel disse...

Eu vi a lua entregar-se ao mar, vi mistérios sem fim, mas nunca eu vi nada assim quando os teus olhos olham para mim...