10 outubro 2007

Subscrevo...

" Reunir a mulher e a amante, numa pessoa só, traz vantagens que jamais me tinha apercebido.
A vantagem maior é termos a pessoa sempre connosco, e não ser preciso fazer uma agenda para conciliar as coisas. Está sempre tudo bem, duma forma ou de outra!
Logo de seguida, é o facto de não ter que se mentir. Dá uma trabalheira do caraças andar a esconder o que se faz, nem vos digo! É dum gajo ficar todo espatifadinho!
Em termos meramente económicos, a coisa também se nota: é o combustível que se poupa em não ter de andar de um lado para o outro, desenfreado a voar, porque já se está atrasado; os cigarros a menos que se fumam, porque já não se vive a angústia de ser descoberto, etc, etc e tal.
Enfim, são um sem número de desvantagens, ter-se vida dupla. Claro que, as razões acima referidas, não fazem efeito quando se está envolvido na situação - quer-se lá saber!
Mas… e o perfume? O perfume que teima em não sair da nossa cara, pescoço, ou o diabo a quatro!! E claro, por azar, elas não usam o mesmo perfume, e a legítima tem sempre um faro apuradíssimo!!
Nem se metam nisso!
Felizardo daquele que um dia consiga esta proeza de ter tudo numa só mulher! "

4 comentários:

Abominavel disse...

Subscrevo a 101% : "Felizardo daquele que um dia consiga esta proeza de ter tudo numa só mulher! "

Ruben disse...

E se ao nosso lado estiver uma mulher que no fundo não represente nem uma coisa nem outra?
(não responde, é só uma pergunta retórica)

Abominavel disse...

"Na vida todos temos
um segredo inconfessável,
um arrependimento irreversível,
um sonho inalcançável
e
um amor inesquecível"

Mafalda disse...

Felizardo não é quem encontrar.
Felizarda é aquela que consiga reunir as duas coisas.